Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dramas de uma paranóica

Dramas de uma paranóica

05
Nov20

Quem é uma paranóica?

Uma paranóica

Sempre tive blogs. Desde que me lembro de ser autónoma e de, pronto, existir a Internet, que sempre sempre sempre tive um blog. Aliás, vamos voltar um pouco atrás. O que eu sempre gostei foi de escrever. Sim, a paranóica de há uns bons 10 (ou mais, até) anos atrás gostava mesmo era de escrever e entreteve, em tempos muito idos, a ideia - o sonho - de um dia ser escritora, tal J. K. Rowling do mundo moderno.

Mas enfim, a vida não acontece da forma que o nosso eu de 10, 12, 15, 17? anos idealiza. Não, a paranóica cresceu, foi estudar Direito, e depois de ter uma licenciatura e uma pós-graduação "debaixo do cinto" e enquanto supostamente escrevia a sua tese de mestrado, revoltou-se e foi trabalhar para uma start up porque queria uma coisa "mais dinâmica". "Logo volto ao Direito e acabo a tese," disse ela. Mas nunca voltou.

Eu sou uma paranóica e este é o meu blog.

Tenho 27 anos, moro na famosa Margem Sul e, como (quase) toda a gente deste mundo, estou em isolamento. Não é que me chateie - sou uma pessoa super introvertida e qualquer desculpa para estar enfiada em casa a ver séries ou a jogar é tão boa como qualquer outra. 

Mas enfim, é como se diz: "não mata mas mói", e estando já desde Março a trabalhar a partir de casa, a viver completamente sozinha (vá, tenho dois gatos) e longe (salvo seja) da maior parte das minhas amizades, a iminência de um novo estado de emergência e novo isolamento começa-me a incomodar. Portanto... decidi escrever.

Ok, na verdade eu já tinha criado outro blog há poucos meses e escrevi lá tudo sobre os meus 30 dias de yoga e isto e aquilo mas não era divertido, por isso apaguei-o.

Pensei em voltar a fazer outro blog, queria muito escrever o que me passava pela cabeça, mas simplesmente nunca aconteceu. Entretanto vi-me no meio de um dilema que me deu o empurrão final: a pessoa com quem ando a sair (meh, ando... mais ou menos, vá) segue-me no Twitter. No Twitter!!

Para esclarecer: o Twitter para mim é aquela rede social em que eu digo tudo e mais alguma coisa porque praticamente ninguém da "vida real" me segue lá e tem Twitter. Imaginem quando queria mandar bitaites sobre os nossos dates e pensava "ai espera lá que ele assim vai ver" e comecei a sentir-me..... inibida, vá.

Portanto, criei um blog.

Caso o meu nome não seja elucidativo o suficiente, eu sou muito dramática e muito paranóica. Se uma pessoa me diz "bom dia" mas diz de uma maneira diferente eu já estou a pensar em 1500 cenários na minha cabeça e 7553 cenas à filme. São coisas tão, mas tão parvas, que eu sinceramente preciso de as escrever nalgum lado antes que dê em doida. So here we are!

Agora aguentem-me.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub